Novidades

Início > Novidades > Alimentadores de Arame: Impacto na Qualidade e Produtividade

Alimentadores de Arame: Impacto na Qualidade e Produtividade

  • Minas Gerais mg Extrema ver
  • Minas Gerais mg Poços de Caldas ver
  • Minas Gerais mg Pouso Alegre ver
  • São Paulo sp Atibaia ver
  • São Paulo sp Campinas ver
  • São Paulo sp Itatiba ver
  • São Paulo sp Jundiai ver
  • São Paulo sp Limeira ver
  • São Paulo sp Mogi Guaçu ver
  • São Paulo sp Paulinia ver
  • São Paulo sp Piracicaba ver
  • São Paulo sp São Paulo ver
  • São Paulo sp Sorocaba ver
Ter um alimentador de arame corretamente dimensionado para o trabalho que irá executar pode desempenhar um papel importante na redução do tempo de inatividade e um resultado final com maior qualidade. As opções incluem desde equipamentos básicos até modelos avançados.
 
alimentadores de arame miller
 

Escolhendo o alimentador de arame correto

Ter um alimentador de arame corretamente dimensionado é mais importante do que muitos imaginam. Além de ajudar a melhorar a qualidade da solda, ele também pode reduzir custos e aumentar a produtividade.
O alimentador de arame correto garante que os operadores de soldagem gastem mais tempo soldando do que resolvendo problemas associados à má alimentação do arame, o que inevitavelmente leva a paradas indesejadas.
O primeiro fator a ser considerado ao selecionar o melhor alimentador de arame é a frequência com que o operador de soldagem irá utilizá-lo, já que o alimentador precisa ser resistenye o suficiente para lidar com o trabalho.
É igualmente importante considerar o tipo e o comprimento da tocha de soldagem, bem como o tipo e o tamanho do arame que o operador planeja usar.
Existem três categorias principais de alimentadores de arame para escolher: básico, intermediário e avançado.
 

Alimentadores de Arame – Modelos Básicos

Alimentadores de arame básicos possuem um controle principal para ajustar a velocidade de alimentação do arame e são tipicamente os mais econômicos.
Esses alimentadores não incluem medidores para indicar quanto arame está passando pela tocha ou para exibir a velocidade exata de alimentação. Eles também não costumam ter controle remoto de voltagem. Para alterar a tensão, o operador de soldagem deve caminhar até a fonte de alimentação.
Geralmente, alimentadores de arame básicos usam um sistema de acionamento de dois rolos, que funciona bem com tochas de soldagem de até 3 metros de comprimento ou um sistema de acionamento de quatro cilindros para soldar com tochas de grande comprimento.
Uma vez que eles têm um motor menos potente, eles são mais adequados para arames de menor diâmetro.
Esses alimentadores de arame não devem ser utilizados em aplicações de soldagem mais críticas envolvendo tubulações, estruturas ou que seguem determinadas normas que exigem que os operadores de soldagem conheçam a voltagem exata e a velocidade de alimentação do arame com a qual estão trabalhando, o que significa que um alimentador de arame intermediário ou avançado será necessário para o trabalho.
 

Alimentadores de Arame – Modelos Intermediários

Alimentadores de arame intermediários geralmente têm sistemas de acionamento de quatro rolos e estão disponíveis em modelos duplos que seguram um ou dois carretéis de arame.
Esses sistemas de acionamento de quatro rolos agarram melhor o arame e, portanto, podem empurrar cabos maiores que um sistema de acionamento de dois rolos simples. Alguns alimentadores intermediários podem empurrar arames com diâmetro de até 1/8 pol (3,1mm).
Os modelos intermediários podem ser usados ​​com tochas mais longas de até 7 metros e geralmente possuem recursos mais avançados. A maioria dos modelos inclui medidores digitais que permitem que os operadores de soldagem vejam a velocidade e a voltagem precisas do arame e incluem um recurso que lhes permite controlar a voltagem no alimentador.
Esse controle de tensão pode aumentar a produtividade, permitindo que os operadores de soldagem ajustem a voltagem no alimentador de arame, em vez de precisar se deslocar até a fonte de energia que, em alguns casos, pode estar posicionada a muitos metros de distância.
Além disso, os modelos intermediários geralmente possuem um controle de entrada que permite que o arame seja alimentado na soldagem de forma lenta para garantir inícios de arco mais suaves.
 

Alimentadores de Arame – Modelos Avançados

Alimentadores de arame avançados oferecem aos operadores de soldagem um maior controle sobre o início e término da alimentação, além da velocidade que ela atingirá.
Eles normalmente apresentam exibições aprimoradas que permitem que um operador de soldagem visualize com precisão uma variedade de configurações.
Os alimentadores de arame avançados são ideais para os trabalhos de fabricação mais críticos e evoluíram ao longo dos anos para acomodar vários tipos de materiais.
Os modelos de hoje são capazes de alternar entre programas durante a soldagem e, portanto, são adequados para aplicações que usam processos avançados de soldagem, como soldagem MIG com pulso sinérgico.
Por exemplo, ao usar este processo, um alimentador de arame avançado regula um conjunto de parâmetros para ajudar a manter o arco consistente se o avanço do arame acelera ou desacelera.
Muitas vezes, os alimentadores de arame avançados oferecem programação dupla que permite que os operadores de soldagem alternem entre dois conjuntos diferentes de parâmetros de soldagem.
Eles também incluem tipicamente opções de disparo de tocha que permitem que o operador de soldagem selecione entre vários programas de solda.
Isso é ideal para células de alta produção e alta produtividade, onde é necessário soldar muitas partes diferentes e onde o operador de soldagem deve configurar vários programas para soldar uma variedade de peças na mesma célula.
Alguns alimentadores de arame avançados possuem várias memórias e programas para diferentes tipos de materiais. Esses recursos permitem que operadores façam predefinições e criem programas específicos para vários arames.
Por exemplo, um operador poderia ter um programa para soldar com um arame de metal específico, um para soldar bronze e outro para soldar alumínio. Essas predefinições podem ser armazenadas no alimentador de arame e recuperadas em momentos diferentes, conforme necessário.
Esse recurso permite que os operadores executem vários programas e façam ajustes facilmente, além de ajudar a agilizar o tempo de configuração, aumentando a produtividade.
Alimentadores de arame avançados também tendem a ter travas, limites e intervalos, o que ajuda a manter o operador dentro de determinadas janelas de operação.
Além disso, eles geralmente têm pré-fluxo, um parâmetro inicial, um parâmetro final e pós-fluxo. O pré-fluxo ajuda a garantir que os operadores de soldagem tenham boa cobertura de gás e reduz o risco de porosidade no início da soldagem.
O parâmetro inicial ajuda a tracionar o arame lentamente para garantir um início suave do arco e o parâmetro final junto do pós-fluxo minimiza a possibilidade de porosidade ou outros defeitos aparecerem no final de uma solda.
 
Conclusão
Como acontece com qualquer equipamento de soldagem, ter o alimentador de arame correto para o trabalho a ser realizado faz uma grande diferença na eficiência geral de uma operação de soldagem.
Ao combinar o alimentador de arame mais adequado à aplicação, os operadores de soldagem podem minimizar o tempo de inatividade desnecessário usado paraa solução de problemas de alimentação de arame ou resolver problemas de qualidade que podem exigir retrabalho.
Dedique um tempo para determinar as necessidades de sua operação de soldagem e, em seguida, selecione o melhor alimentador de arame.
Em caso de dúvida, entre em contato com a Aventa para obter assistência. Nossa equipe técnica está sempre à disposição.