Novidades

Início > Novidades > Defeitos comuns da soldagem TIG e como resolvê-los

Defeitos comuns da soldagem TIG e como resolvê-los

  • Minas Gerais mg Extrema ver
  • Minas Gerais mg Poços de Caldas ver
  • Minas Gerais mg Pouso Alegre ver
  • São Paulo sp Atibaia ver
  • São Paulo sp Campinas ver
  • São Paulo sp Itatiba ver
  • São Paulo sp Jundiai ver
  • São Paulo sp Limeira ver
  • São Paulo sp Mogi Guaçu ver
  • São Paulo sp Paulinia ver
  • São Paulo sp Piracicaba ver
  • São Paulo sp São Paulo ver
  • São Paulo sp Sorocaba ver
Antes de começarmos, veja nosso vídeo "Soldagem TIG - Dicas para Iniciantes":

 

Já comentamos antes sobre a soldagem TIG e o fato de ser eficiente e produtiva. Entretanto, assim como outros métodos de soldagem, ela também pode apresentar problemas e defeitos, como o consumo excessivo do eletrodo, porosidade e cordão de solda grosso ou oxidado.

Esses defeitos se dão por diversos motivos que envolvem desde a experiência do soldador ou configuração da automatização até e utilização incorreta dos gases. Vamos falar um pouco sobre quais os defeitos mais comuns e suas causas, para que na próxima vez que for usar possa evita-los.
 

Consumo excessivo do eletrodo

Um dos defeitos mais comuns na solda TIG, o consumo excessivo do eletrodo pode se dar por diversos motivos, como gás de proteção insuficiente, diâmetro inadequado do eletrodo em relação à corrente necessária para o trabalho, soldagem em polaridade inversa ou oxidação do eletrodo durante o resfriamento. Para evitar esse tipo de problema, a dica é adotar algumas soluções: limpe bem o bocal da tocha, verifique se há vazamentos nas mangueiras, corrigir a polaridade, diminuir a distância entre o bocal e a peça, aumentar a vazão de gás, usar eletrodos com um diâmetro maior, manter o fluxo de gás por mais 10 segundos após a extinção do arco ou eliminar a contaminação por meio de esmerilhamento da ponta do eletrodo. 
 

Arco errático

O arco errático pode acontecer devido à presença de óxidos ou agentes contaminadores na superficie do metal base, pelo uso de eletrodo contaminado, pelo uso de um arco muito longo, devido ao ângulo do chanfro da junta ser muito estreito ou pelo diâmetro do eletrodo ser grande demais para a intensidade de corrente usada. As soluções indicadas para evitar esse tipo de problema são relativamente simples, como a correção do ângulo, limpeza do eletrodo, limpeza da superfície do metal de base, utilização de um eletrodo de tamanho adequado (o menor possível para a corrente necessária) ou ainda uma maior aproximação do eletrodo no momento da solda. 
 

Cordão de solda oxidado

Alguns atos praticados como proteção insuficiente do gás, metal de base ou adição sujos ou ainda a contaminação com o tungstênio do eletrodo podem causar a oxidação do cordão de solda, causando problemas na soldagem TIG. As soluções que devem ser adotadas nesse caso são primeiramente a correta limpeza da superfície do material de base e dos metais de adição, a verificação da taxa de vazão do gás, do tamanho do arco e da posição da tocha e finalmente a abertura do arco sem tocar o metal de base.
 

Porosidade

Nos casos em que ocorre porosidade na solda realizada, as principais causas passam a ser impurezas na linha de gás, a troca acidental das mangueiras de água e gás, a vazão inadequada do gás, arco muito longo ou ainda contaminação na superfície do metal de base ou de adição. Com a correta limpeza, correção na vazão de gás e comprimento do arco, utilização de mangueiras novas ( e cuidado redobrado para não troca-las entre si) e a purgação do ar de todas as linhas antes da abertura do arco são as soluções a serem adotadas para evitar porosidade na solda TIG.
 

Cordão de solda muito largo

O cordão de solda mais largo que o necessário ocorre quando se utiliza um arco muito longo ou ainda no uso de uma velocidade de soldagem muito baixa para a corrente usada. Para evitar esse tipo de defeito na solda, o recomendado é corrigir o tamanho do arco e a posição da toca e também verificar (e alterar se necessário) a corrente e/ou velocidade da soldagem.
 
Tomando essas precauções e correções a qualidade da sua solda ficará muito melhor e esses defeitos evitados. Esperamos que com esse guia fique mais fácil de identificar os erros e corrigi-los. Lembrando que qualquer dúvida ou dificuldade basta entrar em contato com nossa equipe e nós da Aventa poderemos ajudar.