Novidades

Início > Novidades > Você está perdendo dinheiro com soldas defeituosas?

Você está perdendo dinheiro com soldas defeituosas?

  • Minas Gerais mg Extrema ver
  • Minas Gerais mg Poços de Caldas ver
  • Minas Gerais mg Pouso Alegre ver
  • São Paulo sp Atibaia ver
  • São Paulo sp Campinas ver
  • São Paulo sp Itatiba ver
  • São Paulo sp Jundiai ver
  • São Paulo sp Limeira ver
  • São Paulo sp Mogi Guaçu ver
  • São Paulo sp Paulinia ver
  • São Paulo sp Piracicaba ver
  • São Paulo sp São Paulo ver
  • São Paulo sp Sorocaba ver
O objetivo de todas as operações de soldagem é criar produtos de qualidade para os clientes, além de gerenciar os custos e manter os níveis desejados de produtividade

Soldas perdidas ou defeituosas podem ter um impacto negativo em uma operação, levando a potenciais problemas de segurança e perda de receita.

Detectar esses problemas no início da operação de soldagem é vital e, para isso, os sistemas de gerenciamento de informações de soldagem podem ajudar.
 
solda defeituosa corrigir evitar
 

A importância da detecção de problemas

A criação de peças de qualidade, a manutenção de altos níveis de produtividade e a busca por maneiras de reduzir custos são fatores críticos na administração de uma operação de soldagem bem-sucedida.
 
Soldas perdidas ou defeituosas podem colocar em risco cada uma dessas metas e, dependendo do tamanho da operação de soldagem e da aplicação, as repercussões podem ser de grande alcance.
 
É importante para os proprietários e gerentes de empresas considerarem a quantidade de retrabalho realizado em sua operação e as oportunidades para converter estas falhas em aprendizado. 

As soldas defeituosas podem representar riscos significativos de segurança

Pense que, além de seu uso na produção de pequenos objetos, a soldagem também é utilizada na construção de grandes estruturas como coberturas, marquises e até pontes por onde circulam grande quantidade de pessoas.
 
Uma soldagem não-conforme pode ceder e causar graves ferimentos. A empresa que realizou a solda será responsabilizada e poderá arcar com altos valores de processos e indenizações.
 
Quanto mais rápido os problemas forem identificados, menores serão os custos para corrigi-los. 
 
Quando tudo está funcionando corretamente em uma operação, os custos de soldagem costumam ser compostos por:
- 85%: mão de obra
- 6%: metais de preenchimento
- 4%: matérias primas
- 3%: gás de proteção
- 2%: energia elétrica
 

Representação dos custos que compõem uma soldagem

 

A mão de obra é responsável pelo maior valor. Por isso é importante evitar que os colaboradores fiquem parados por defeitos de soldagem, gerando tempo inativo.
 
No entanto, quando uma solda perdida ou defeituosa não é detectada, esses custos aumentam em todas as fases da operação de soldagem e além dela.
 
Identificar uma solda perdida ou defeituosa logo após sua produção é o cenário ideal, pois haverá menos custo e será empregado menos tempo para repará-la. 
 
Em operações com requisitos de submontagem, podem existir mais de uma operação para completar a produção da peça.
 
Se o operador não tiver o equipamento ou as qualificações necessárias para avaliar a qualidade das soldagens produzidas, pode ser necessário retornar as soldas erradas para o início do processo, resultando em vários problemas potenciais. 
 
Se a peça for grande, a empresa pode acumular tempo de inatividade para movê-la, o que pode causar perda de produtividade e custos desnecessários.
 
O resultado é um gargalo que afeta o rendimento e a lucratividade da empresa.
 
Quando o defeito é encontrado nas etapas seguintes (pintura ou montagem final, por exemplo), o cenário fica cada vez pior, fazendo com que a empresa perca mais e mais dinheiro com a mão de obra, o tempo de inatividade e com os materiais necessários para remover a solda atual e realizar outra por cima.
 
Se um cliente recebe um produto finalizado e detecta problemas na solda realizada, ele poderá fazer grandes reclamações e questionar a qualidade de todos os lotes já produzidos, além de solicitar uma remoção e substituição emergencial nos itens danificados.
 
Além disso, a reputação da empresa entra gravemente em risco, podendo afetar a relação de trabalho com este e com outros clientes. 
 
Tudo isso ocorre porque soldagens realizadas fora das especificações são ameaças reais à segurança dos operadores e dos clientes finais.
 
Nas últimas décadas, diversas entidades nacionais e internacionais estão realizando estudos que levam os resultados dos processos de soldagem aos seus limites, afim de verificar quais especificações são seguras e podem ser aceitas na indústria.

 


Comparativo que mostra as etapas em que um defeito na soldagem pode ser encontrado e os custos que ele pode gerar.

Possíveis Soluções para Soldas Defeituosas

Para algumas empresas, inspeções de controle de qualidade padrão podem ser suficientes para protege-las contra soldas defeituosas.
 
Por exemplo, operações de soldagem com peças menores e menos complexas podem ser mais fáceis de avaliar em uma base contínua. 
 
Já empresas com aplicações ou peças de soldagem maiores e mais complicadas, no entanto, podem encontrar a necessidade de implementar verificações de qualidade durante todo o processo de soldagem (algo que aumenta o custo com mão de obra). 
 
Nestes casos, essas organizações podem se beneficiar de meios alternativos de garantia de qualidade e custo, como os sistemas avançados de monitoramento e gerenciamento de informações de soldagem.

Um exemplo é o Insight Core da fabricante americana Miller

Ele coleta dados eletronicamente para ajudar a empresa a impulsionar  melhorias de qualidade e produtividade na operação de soldagem.
 
Entre outros recursos, ele também fornece feedback em tempo real ao operador de soldagem para ajudar a evitar soldas perdidas ou defeituosas.
 
Utilizando uma interface homem-máquina (IHM) localizada diretamente na célula de solda, o sistema guia o operador através da sequência correta de soldagem, posicionando-o por meio de dicas visuais na tela (geralmente um monitor de PC), fornecendo as estatísticas de cada solda conforme ela é concluída. 

 

Modelo de tela de um sistema de monitoramento e gerenciamento de informações. Com uma interface simples, o usuário visualiza em uma única tela: 1 - painel de status /  2 - painel de produção / 3 - painel de qualidade / 4 - menu de equipamentos com status por máquina / 5 - painel de metas / 6 - painel de eventos / 7 - relatórios

Sistemas avançados de gerenciamento de informações de soldagem também monitoram as saídas de soldagem para garantir que o sodlador esteja trabalhando dentro dos parâmetros apropriados para criar uma solda de qualidade.
 
Eles são capazes de rastrear múltiplos fatores, incluindo:
 
• Amperagem e voltagem;
• Fluxo de gás;
• Velocidade de alimentação de arame;
• Duração da solda.
 
Caso a operação saia dos parâmetros estabelecidos, o sistema pode fornecer um alerta simples ou desativar totalmente a tocha até que o problema seja identificado e corrigido. 
 
Monitorando a sequência e os parâmetros da solda, uma empresa que optou por investir em um sistema avançado de gerenciamento de informações de solda - evitará perda de produtividade, falhas na qualidade de seus produtos, reclamações de responsabilidade ou danos à imagem da marca.
 
Quando se compara o custo inicial de um sistema em comparação com os benefícios e economias de longo prazo, o valor se torna um investimento seguro e com retorno garantido.
 
Para mais informações, consulte a Aventa, Referência Nacional em Máquinas de Solda.