Novidades

Início > Novidades > O que é: Soldagem por Eletrodo Revestido

O que é: Soldagem por Eletrodo Revestido

  • Minas Gerais mg Extrema ver
  • Minas Gerais mg Poços de Caldas ver
  • Minas Gerais mg Pouso Alegre ver
  • São Paulo sp Atibaia ver
  • São Paulo sp Campinas ver
  • São Paulo sp Itatiba ver
  • São Paulo sp Jundiai ver
  • São Paulo sp Limeira ver
  • São Paulo sp Mogi Guaçu ver
  • São Paulo sp Paulinia ver
  • São Paulo sp Piracicaba ver
  • São Paulo sp São Paulo ver
  • São Paulo sp Sorocaba ver

Graças à sua versatilidade, baixo custo e operação simples, é a forma mais comum de soldagem. O processo de soldagem por eletrodo revestido consiste basicamente na abertura e manutenção de um arco elétrico entre o eletrodo revestido e a peça que será soldada. Nesse processo, o arco funde simultaneamente o eletrodo e a peça, permitindo a solda.

Características

Nesse tipo de soldagem, os eletrodos variam principalmente quanto aos seus revestimentos: celulósico, rutílico, básico ou altíssimo rendimento. As principais funções nesse processo são isolar a alma de aço do eletrodo, proteger o metal de solda do oxigênio e do nitrogênio do ar, estabilizar e direcionar corretamente o arco elétrico e adicionar elementos de liga (como cromo, níquel, molibdênio e vanádio) ao metal de solda.

A soldagem por eletrodo revestido pode empregar tanto correntes alternadas (CA) como contínuas (CC). Ao selecionar a fonte de energia, deve ser considerada a espessura do metal de base e os eletrodos que serão utilizados e com base nisso que serão selecionados os transformadores (CA), retificadores (CC), geradores (CC) ou inversores (CC).

Saiba mais: "História da Soldagem por Eletrodo Revestido"

Aplicação

Esse tipo de soldagem é utilizado na montagem de diversos equipamentos e estruturas, sob diferentes condições – oficinas, obras e até embaixo d’água – e também para materiais de diferentes espessuras – de 1,5mm a 30mm – em qualquer posição. Os materiais que podem ser soldados por esse processo são variados: aço (de baixa, média e alta liga), aço-carbono, ferro fundido, alumínio, cobre, níquel e suas ligas. É um processo muito versátil e predominantemente manual.

Vantagens da soldagem por eletrodo revestido

Além de ser um método comum e fácil de ser encontrado e operado, a soldagem por eletrodo revestido tem como principal vantagem o fato de ter múltiplas aplicações que se estendem não apenas à soldagem de peças em si, mas também à sua utilização na manutenção e em operações emergenciais como corte e furação. É extremamente versátil e simples e por isso tão comumente usada.

Saiba mais: "Guia da soldagem com Eletrodo Revestido".

Principais desvantagens

Embora tenha diversas aplicações, o processo de soldagem com eletrodo revestido não pode ser aplicado à materiais de baixo ponto de fusão tais como estanho, chumbo, zinco, materiais refratários ou muito reativos tais como molibdênio, nióbio, titânio e zircônio. Além disso, por se tratar de um processo manual, é muito dependente da habilidade do soldador que deve ser sempre um profissional experiente e bem treinado na função. 

Conclusão

Se você busca um método de solda confiável e versátil, a solda por eletrodo revestido é uma boa opção e que pode inclusive, ser alugada com a Aventa. Somos especialistas em locação de máquinas para solda e temos entre nossos produtos Fonte Multiprocesso (uma única máquina que concentra processos de solda com eletrodo revestido, TIG e MIG/MAG) e também Fontes Motosoldadoras (apta a executar processos de soldagem arame tubular, eletrodo revestido, goivagem, MIG e TIG). Entre em contato e solicite um orçamento.