Novidades

Início > Novidades > Soldagem com arame tubular: o que é, vantagens e desvantagens

Soldagem com arame tubular: o que é, vantagens e desvantagens

  • Minas Gerais mg Extrema ver
  • Minas Gerais mg Poços de Caldas ver
  • Minas Gerais mg Pouso Alegre ver
  • São Paulo sp Atibaia ver
  • São Paulo sp Campinas ver
  • São Paulo sp Itatiba ver
  • São Paulo sp Jundiai ver
  • São Paulo sp Limeira ver
  • São Paulo sp Mogi Guaçu ver
  • São Paulo sp Paulinia ver
  • São Paulo sp Piracicaba ver
  • São Paulo sp São Paulo ver
  • São Paulo sp Sorocaba ver

O processo de soldagem com arame tubular, também conhecido por FCAW (Flux-Cored Are Welding) é um tipo de soldagem semelhante aos processos MIG/MAG e arco submerso. Ele utiliza um eletrodo metálico tubular oco que contém fluxos em pó em seu interior apropriados para proteção do arco e do cordão. Esses fluxos internos podem conter diversos ingredientes como minerais, ferros-liga, desoxidantes e materiais que forneçam escória ou gases de proteção (arames autoprotegidos). Com exceção dos arames autoprotegidos, todos os demais necessitam de gás de proteção externa. 

Características da soldagem com arame tubular

A soldagem com arame tubular, seja ela com ou sem proteção gasosa pode ser semi-automática ou automática. Quando semi-automática, o soldador quem controla a posição e o deslocamento da tocha enquanto que na automática todo o processo é mecanizado e a tocha é deslocada pela máquina. 

Quando do seu surgimento, o processo de soldagem com arame tubular era principalmente horizontal  ou plana devido ao diâmetro dos arames que eram maiores. Atualmente, graças ao desenvolvimento da fabricação dos arames tubulares com diâmetros cada vez menores, tornou-se possível soldar em qualquer posição e com qualquer tipo de junta.

Uma característica importante desse tipo de  soldagem é que ela apresenta uma camada de escória que deve ser removida antes que um novo cordão seja executado. Essa camada de escória varia conforme o tipo de arame utilizado. O arame que condiciona a consistência e a aderência da escória, sendo que ela pode ser facilmente retirada ao esfriar, ou ainda podem ser do tipo que aderem fortemente ao cordão, necessitando ser quebrada através de um meio mecânico.

Aplicação

Por ser mais produtiva que a soldagem com eletrodos revestidos, a utilização do processo de soldagem com arame tubular tem aumentado consideravelmente. Vemos esse processo de soldagem geralmente nas indústrias nuclear e naval, na construção de plataformas para exploração de petróleo e na fabricação de estruturas e peças de aço carbono, aços de baixa liga e aços inoxidáveis.

Atualmente o processo com arame tubular autoprotegido possibilita a soldagem em todas as posições, em chapas ou tubos e em qualquer tipo de junta. As espessuras dos materiais a soldar por este processo são as mesmas possíveis com outros arames, com a vantagem de que os autoprotegidos admitem montagens irregulares porque utilizam um "stick-out", ou extensão do eletrodo, maior que 20mm. Esta extensão maior permite que o aquecimento seja maior, o que leva a uma redução do valor de tensão do arco elétrico e da intensidade de corrente. A somatória desses fatores permitem assim uma redução da energia de soldagem, tornando o processo mais produtivo.

Vantagens do processo

A soldagem com arame tubular alia vantagens de outros processos com proteção gasosa à as da soldagem com eletrodo revestido. Assim, temos a alta taxa de deposição, grande rendimento e qualidade da solda da soldagem com proteção gasosa e, simultaneamente, a alta versatilidade, possibilidade de alterar a composição química do cordão e facilidade para operar no campo, características da soldagem por eletrodo revestido. Além disso, a soldagem com arame tubular apresenta melhor estabilização do arco, menor vazão de gás, cordão de melhor aspecto e facilidade de mecanização.

 

Saiba mais: "Conheça a soldagem por arame tubular"

 

Desvantagens

Uma das maiores desvantagens desse processo de solda com arame tubular é a necessidade de remoção da camada de escória. Além disso, possui desvantagens das soldas com proteção gasosa, tal como ser afetada por brisas e ventos e maior geração de fumos (se comparado com processos como o MIG).

Quando usar solda com arame tubular

Para quem busca aliar alta produtividade com excelente acabamento, a soldagem com arame tubular é uma opção a ser considerada. Apesar de haver o trabalho de remoção da camada de escória, as vantagens acabam sendo superiores e permitindo mais aplicações que outros processos de solda existentes.

Se deseja conhecer mais cobre esse processo de solda e saber se é o mais adequado para você, entre em contato que te ajudaremos. Nós da Aventa somos especialistas e soldagem e em aluguel de máquinas de solda para diversas utilizações.